Empresas 4.0

ÁREAS DE INTERVENÇÃO
ÁREAS DE INTERVENÇÃO
nerlei
Slider
apoio-a-adesao-a-industria

Economia Digital | Apoio 4.0

Prevê-se um diagnóstico de competências para a Indústria 4.0 aplicada ao e-business que permitirá conhecer em maior detalhe as capacidades e a posição atual da empresa para com a adoção das novas tecnologias 4.0, seguido de um plano de ação com medidas a implementar, que poderão ser, nomeadamente:

– Desenvolvimento de loja online bilingue com integração em CRM e/ou ERP;

– Implementação de soluções e-business; Análise e inserção em marketplaces e plataformas nacionais e internacionais e Desenvolvimento de apps.

Logística e Operações de Produção | Apoio 4.0

Esta ação incluirá uma análise/diagnóstico às competências organizacionais, especificações de produtos/serviços, para obter uma visão integrada da gestão de operações e uma avaliação da maturidade digital e tecnológica da empresa centrada nos seus processos logísticos e de produção, que será fundamental para a concretização de uma estratégia para a transição digital.

Após diagnóstico, será definido plano de ação, cujas medidas poderão ser nomeadamente:

– Implementação de ferramentas e sistemas informáticos de Big Data, para análise e tratamento da informação e tempo real;

– Introdução de ferramentas e metodologias de gestão de operações e da logística, orientados à resolução de problemas reais em empresas industriais e de serviços;

– Desenvolvimento de métodos e ferramentas de previsão do planeamento de inventário e da produção, e do escalonamento das atividades produtivas nos sistemas de produção e cadeias de abastecimento;

– Implementar sistemas de informação no âmbito do desenho, planeamento e gestão de sistemas logísticos e de distribuição, através de Advanced Analytics.

logistica-operaos-producao
reconversao-atividade-industrial

Reconversão da Atividade Industrial | Apoio 4.0

Realização de um diagnóstico às capacidades organizacionais, produtivas e tecnológicas da empresa, para que após esse levantamento exaustivo possa ser delineado um plano de ação a ser implementado e que incidirá nas  seguintes áreas/ processos:

– Benchmarking de melhores práticas;

– Reformulação de processo produtivo, aproveitando a capacidade produtiva instalada, caracterizada no diagnóstico;

– Reformulação de Layout;   

– Desenvolvimento de ferramentas para desenvolvimento de testes aos novos produtos; 

– Apoio no registo de patentes e “Licenças saber fazer”;

– Implementação de metodologias ágeis de desenvolvimento de produtos/serviços;

– Implementação de metodologias e ferramentas inovadoras de testes e validação/certificação de produtos e/ou serviços.

Interoperabilidade de Sistemas | Apoio 4.0

Identificação de um conjunto de problemas industriais e desenvolvimento de soluções com base no protocolo OPC-UA que anulem ou encurtem a atual distância entre a informação recolhida no chão de fábrica e o software de gestão, ou seja, entre as tecnologias operativas e as tecnologias de informação, permitindo ainda uma maior modularidade e interoperabilidade neste tipo de sistemas. Nesta ação serão desenvolvidos serviços cujas intervenções garantam, entre outros:

– Recolha dos dados do chão de fábrica num repositório centralizado;

– Disponibilização dos dados do chão de fábrica para consumo por outros SI (ERP, Gestão da Produção);

– Definição de modelo de dados ajustado às necessidades de cada organização (Produção, Manutenção, Qualidade, etc.);

– Utilização de protocolo OPC-UA  adaptado à realidade de cada empresa, analisada no diagnóstico, que garanta a interoperabilidade de sistemas, na integração com equipamentos e dispositivos compatíveis.

interoperabilidade-de-sistemas
software-gestao-industria

Software de Gestão | Apoio 4.0

Desenvolvimento de um software específico que incorpore as ferramentas que serão criadas para implementar as ações do projeto.

Planeamento e Controlo de Gestão

Este módulo irá contribuir para o desenvolvimento de competências avançadas na modelização financeira do negócio como ferramenta de apoio à decisão. O sistema de planeamento e controlo irá ainda permitir uma melhor comunicação da estratégia, a mobilização das equipas para a obtenção de resultados congruentes com a missão e objetivos da empresa, e a adoção de comportamentos proactivos na identificação de fraquezas e na geração de medidas alternativas para a sua correção.

A metodologia a adotar na implementação do Módulo de Planeamento e Controlo de Gestão, será constituída por 3 etapas: Formulação Estratégica e Planeamento;  Monitorização e Avaliação de Resultados.

planeamento-e-controlo-de-gestao
sistema-avaliacao-e-gestao-do-desempenho

Sistema de Avaliação e Gestão de Desempenho

Com a Implementação de um Sistema de Avaliação e Gestão de Desempenho pretende-se atingir quatro objetivos principais, nomeadamente:

  1. Contribuir para a qualificação e profissionalização das estratégias e competências de gestão, nomeadamente ao nível da gestão de processos, gestão de Pessoas e identificação criteriosa de necessidades de qualificação de forma a responder aos objetivos de negócio do presente e do futuro;
  2. Dotar as empresas de ferramentas de gestão de desempenho com impacto na produtividade e qualidade do trabalho, contribuindo de forma ativa e estruturada para a qualificação dos colaboradores e processos de trabalho otimizados, mais definidos e claros;
  3. Mapear Talento;
  4. Profissionalizar a Gestão de Recursos Humanos nas PME;
  5. Alavancar resultados e a competitividade interna e externa.

Balanced Scorecard (BSC)

Pretende-se apoiar as empresas na construção de novos processos de gestão estratégica de modo a que as decisões de gestão sejam mais fundamentadas melhorando, assim, o desempenho socioeconómico das mesmas. Nesta ação propomos às empresas a implementação de metodologia Balanced Scorecard. Este método irá ajudar as PME a criarem novos métodos de organização das responsabilidades e de tomada de decisão tornando-as mais orientadas para a estratégia, mais eficientes e consequentemente mais competitivas no mercado.

A abordagem do BSC prevê uma prescrição clara sobre o que as empresas devem medir para equilibrar a perspetiva financeira com as demais perspetivas (mercado, processos internos e aprendizagem/crescimento).

balanced-scarecard
lean management

Lean Management

Pretende-se, de uma forma geral, com a implementação da metodologia LEAN melhorar a produtividade e a competitividade das empresas.

Para ganharem em competitividade, as empresas precisam de ter processos ágeis e eficientes, sejam de desenvolvimento de produtos ou de serviços. O LEAN tem como objetivo final a criação de valor por meio da eliminação de desperdícios contribuindo assim para a eficiência nas empresas e portanto para a melhoria da sua competitividade, destacando-se os seguintes benefícios:

– Redução de custos;

– Aumento da eficiência e como tal aumento da produtividade;

– Redução de prazos de entrega;

– Diminuição de stocks;

– Redução de falhas.

Eco-Inovação

Com esta ação pretende-se numa primeira fase diagnosticar a situação atual das empresas em termos de utilização de recursos e produção de resíduos, para com base nesse diagnóstico e numa segunda fase desenvolver e implementar planos de racionalização da utilização de recursos.

Estes planos permitirão às empresas participantes a realização do controlo e gestão eficiente dos recursos de que necessitam para o exercício das suas atividades promovendo, desta forma, por um lado uma menor utilização de recursos por via de uma utilização mais eficiente dos mesmos e, por outro, uma redução de desperdícios e resíduos por via da redução da utilização de recursos.

Constituem principais objetivos:

– Otimizar a utilização de recursos e reduzir custos;

– Reduzir impactes ambientais;

– Aumentar o valor do produto/serviço.

Pretende-se assim com esta ação analisar e implementar medidas de ecoeficiência nas empresas contribuindo para a melhoria da sua competitividade.

eco-inocavacao
plano-reestruturacao-do-design-da-marca

Plano de Reestruturação do Design da Marca

Esta atividade visa incrementar o valor acrescentado dos produtos/serviços das PME através da criação de imagens inovadoras como forma de aumentar a competitividade das empresas no mercado nacional e internacional, trata-se de um investimento de grande valor para as empresas.

O Design da marca consiste na identidade visual das empresas, reflete a sua estratégia, conceito, posicionamento e imagem que pretendem ter nos mercados-alvo e nas mentes dos consumidores. Assume assim uma característica diferenciadora, sendo que a criação ou reestruturação de um grafismo para uma empresa deve ser realizado com cuidado, alinhado com a estratégia e com a identidade da empresa de forma a ter o impacto desejado.

 

O Plano de reestruturação do Design da Marca inclui:

– Desenho/Reestruturação do Logótipo;

– Criação de Material Promocional Corporativo, como modelos de carta, outdoors, flyers, cartões-de-visita, entre outros.

Vídeo Promocional

Desenvolvimento de um vídeo promocional das empresas, que será utlizado para promoção dos seus produtos e/ou serviços, realçando as suas marcas e contribuindo para o aumento da sua notoriedade.

video-promocional
software-de-gestao

Aquisição de Software

Ação complementar a outra ação do projeto (Apoio à Indústria 4.0).

Inclui a aquisição de um software específico que incorpora as ferramentas que serão criadas para implementar as ações do projeto.

Equipamento Informático

Ação complementar para empresas que adiram a Balanced Scorecard, Lean Management e Apoio à Indústria 4.0.

Inclui a possibilidade de imputar investimentos feitos pelas empresas, em equipamentos informáticos e nos seus fornecedores habituais, em prol do desenvolvimento das ações, até ao montante máximo de 2.000,00€.

-Apoio condicionado às vagas existentes-

equipamento-informatico
Skip to content